domingo, 11 de julho de 2010

eu pensei que do mal tava curado pois o tempo pra tudo é solução ao tentar proteger meu coração separando o presente do passado so mostra que não esta do seu lado faz da vida uma grande agonia a casa do meu peito ta vazia numa placa escrita na entrada A SAUDADE INSISTENTE FEZ PARADA NO BATENTE DA MINHA MORADIA.
                                             ( Mário Eduardo)
 
 

Nenhum comentário: